A filha de Paul Walker teria resolvido o processo de morte por negligência do seu pai, que foi arquivado contra a Porsche há dois anos.De acordo com a ABC News , Meadow Walker e Porsche concordaram em um acordo no início deste mês e concordaram em manter os termos em segredo.

Paul Walker
Paul Walker

Embora não haja nenhuma palavra sobre o quanto a empresa pagou, o processo original afirmou que o Carrera GT que Walker estava dirigindo estava equipado com cintos de segurança mal projetados que o impediram de escapar do fogo que entrou em erupção depois que o veículo colidiu em uma árvore. Ainda a filha afirmou que Walker estava vivo há mais de um minuto antes que o veículo explodisse e o matasse.


A revista People Magazine relata que o processo também afirmou que a “Carrera GT teve uma história de problemas de instabilidade e controle” e a empresa não instalou um sistema eletrônico de controle de estabilidade apesar de saber sobre problemas potenciais. A Porsche já negou reivindicações de responsabilidade e afirmou que alterações e uso indevido do carro “causou ou contribuiu para o incidente e para a morte do Sr. Walker.”

Este é o segundo processo Porsche resolvido envolvendo a ex-estrela do filmes velozes e furiosos, já que a empresa já chegou a um acordo com o pai de Walker , Paul Walker III, que era o executor da imagem do ator.

Author

Cleyton Negri é apaixonado pelo mundo automotivo e principal participante do projeto Autos Novos, em que desempenha papel de redator/diretor desde de 2013. Graduando na área de Tecnologia da Informação e criador de vários projetos na internet, entre em contato pelo email: contato@autosnovos.com