Manchetes

Abastecimento de combustível melhora em postos no brasil no 9° dia de greve

Protestos ainda acontecem em pelo menos 22 estados e no Distrito Federal
Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

A greve dos caminhoneiros já entra no seu 9° dia consecutivo em nosso país , com isso cada vez mais os postos estão superlotados, porém já houve uma melhora no abastecimento de combustível em várias cidades no Brasil, entretanto há regiões em que ainda sobre com falta de combustíveis.

Situação do Combustível no Brasil

A situação ainda está longe do ideal e deve demorar pelo menos uma semana para voltar ao normal, informou nesta terça-feira dia 29 o diretor do setor. Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) Aurélio Amaral

Greve dos Caminhoneiros
Greve dos caminhoneiros acontece em todo país em maio de 2018

Segundo o diretor da ANP, há uma maior fluidez de oferta nas principais cidades como Rio de Janeiro e Brasília, depois que algumas associações de motoristas de caminhão responsáveis ​​pelo movimento recomendaram o fim da paralisação após um pacote de medidas do governo em resposta a demandas da categoria.


Também contribuindo para a melhoria no fornecimento de combustível foi a prestação de escoltas de tropas federais para caminhões-tanque em todo o país.

“A situação está melhorando. No Rio de Janeiro já existem postos com algum combustível. Em Brasília não há mais um bloqueio nas bases de distribuição, com caminhões saindo de trens e postos de gasolina já”, disse o diretor da ANP à Reuters.

“Dependendo da logística de cada lugar, ele volta ao normal em cerca de uma semana, mas em alguns lugares por mais de uma semana”, acrescentou.

Apesar da melhoria, ainda há lugares onde a situação é considerada delicada em termos de oferta de combustível. Uma das principais preocupações das autoridades é com o Porto de Suape, importante pólo para a Região Nordeste.

“Em Suape, a situação ainda é crítica e ainda é ruim em Minas Gerais, Rondônia, São Paulo, Roraima, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Sergipe“, disse o diretor, que disse esperar uma melhora ao longo do dia.

No Rio de Janeiro, militares que tomaram a entrada e saída de caminhões-tanques da Refinaria Duque de Caxias (Reduc), várias escoltas estão sendo feitas tanto de combustível quanto de carga alimentícia. Na madrugada, 300 food trucks foram levados para centros de distribuição de alimentos, que estavam carentes de mercados, bares e restaurantes.

De acordo com o órgão de intervenção federal para segurança pública no Rio de Janeiro, mais de 125 petroleiros foram levados para o estado desde o domingo.





Conteúdo Correspondente:

Escreva um comentário