O órgão de controle do consumidor do Japão ordenou à Mitsubishi Motors que pague uma multa de 480 milhões de ienes (US$ 4,2 milhões) por publicidade falsa de seus veículos vendidos no mercado interno, depois que a montadora admitiu no ano passado exagerar suas leituras de milhagem.

A Agência de Assuntos do Consumidor, administrada pelo governo, afirmou na sexta-feira que os catálogos de produtos e os sites de veículos vendidos pela montadora trazem falsas declarações de suas economias de combustível, de acordo com uma lei de rotulagem de bens e serviços.

 


A multa cobre modelos vendidos desde que a lei foi revista em abril, incluindo o mini-vagão eK, o modelo Dayz semelhante produzido para a Nissan Motor Co. eo Outlander SUV.

Mitsubishi ASX
Mitsubishi ASX

“A Mitsubishi Motors afirmou que seus produtos ofereciam uma performance que era marcadamente melhor do que na realidade para atrair clientes, inibindo sua capacidade de tomar decisões de compra baseadas em fatos”, disse a agência em comunicado acompanhando sua investigação.

Em uma declaração separada, Mitsubishi disse que tinha recebido a ordem de encargos, e iria responder adequadamente após o exame.

A Mitsubishi está lutando para se recuperar do escândalo de fraude, e espera registrar uma perda operacional este ano devido em parte aos custos decorrentes das falsificações. Seu valor de mercado caiu desde que o escândalo quebrou em abril, ea provação levou a empresa a buscar ajuda financeira da Nissan, que comprou uma participação controladora de um terço por US$ 2,2 bilhões.





Conteúdo Correspondente:

Escreva um comentário