Tag

Ford

Browsing

A Ford uniu forças com o Google, bem como o estúdio de realidade virtual Happy Finish para lançar o Ford Reality Check, um aplicativo VR que se concentra nas imprudências em uma condução distraída com seu veículo.

Esta tecnologia usa o Google Daydream VR para avisar quando o usuário ou seja o motorista distraído, seja pegando amigos em seu caminho para uma festa. Então, mensagens instantâneas, chamadas telefônicas e passageiros interessantes competirão por sua atenção, levando a uma série de distrações durante seu caminho.



Google e Ford
Google e Ford

“Estar envolvido em um acidente de carro pode ser uma experiência que altera a vida – e, infelizmente, para muitos jovens, que corta as vidas trágicamente curtas. Esperamos que, fornecendo um vislumbre frio da facilidade com que isso possa acontecer, incentivaremos jovens para dirigir com segurança “, disse Jim Graham, gerente da Ford Driving Skills for Life.

“A realidade virtual é o meio ideal para destacar os perigos da condução distraída para os jovens motoristas. Esta faixa etária é mais propensa a se envolver com VR, e os estudos sugerem experiências imersivas em mundos virtuais que podem influenciar os comportamentos no mundo real também”.

Todas as distrações e interrupções mencionadas anteriormente pelos usuários no Ford Reality Check são baseadas nas distrações mais comuns e perigosas para essa faixa etária – a maioria provêm de smartphones e passageiros. O aplicativo acompanhará a quantidade de tempo que o motorista não tem os olhos na estrada, enquanto o controlador Google Daydream portátil observa o comportamento de um telefone virtual dentro do aplicativo.

Após testes iniciais, Forddizem que 90% das pessoas que usaram o aplicativo disseram que mudariam seu comportamento de condução após o que tinham experimentado virtualmente.

O Ford Reality Check estará em exibição nos eventos Ford Driving Skills for Life nos dias 17-19 de novembro na ExCeL. O aplicativo também deverá estar disponível na Google Play Store em uma data posterior.





Artigos Correspondentes:


A Ford obteve em agosto seu melhor resultado no ano, com a venda de 18.100 veículos e ficou entre as quatro mais vendidas do mercado brasileiro. Os modelos Ka, Ka+, Focus, EcoSport, Fusion e Ranger foram os principais destaques da marca no mês, que também registrou crescimento do New Fiesta.

O Ka ficou entre os três mais vendidos do mercado, com 7.061 unidades, o seu melhor desempenho do ano tanto em volume como em participação no segmento, de 11%. O Ka+, versão sedã da linha, emplacou 2.400 unidades e também teve a melhor participação do ano, de 8,4%.



Novo Ford Ka 2017

O EcoSport foi outro modelo com evolução positiva. Vendeu 3.072 unidades, que lhe deram uma participação de 15,1% no segmento, o seu melhor resultado desde julho de 2015.

O Focus ampliou a sua liderança nos hatches compactos, com 739 unidades, que correspondem a 40,8% das vendas da categoria. O Focus Fastback ficou em terceiro lugar nos sedãs médios, um dos segmentos mais disputados do mercado, com 751 unidades, também o melhor desempenho no ano.

O Fusion ampliou a sua liderança absoluta nos sedãs CD de luxo, com 85,4% das vendas. É importante considerar que este segmento tem mais de dez ofertas concorrentes.

A Ranger ficou entre as três picapes médias mais vendidas, com 1.511 unidades. Há uma disputa acirrada nessa categoria e a Ford reforça agora seu portfólio com a maior disponibilidade dos modelos 2.2 Diesel e 2.5 Flex, além do 3.2 Diesel.

O New Fiesta cresceu mais de 30% entre os compactos premium, com 1.541 veículos. O modelo 1.0 turbo EcoBoost é uma das novidades da linha neste semestre.

O ranking da indústria, com base nos dados do Renavam, dá à Ford 9,9% de participação, muito próxima do terceiro colocado. Outra análise importante é o equilíbrio mostrado pela marca entre os emplacamentos no mercado de varejo, que refletem diretamente a procura dos consumidores, e as vendas diretas para locadoras e frotistas.





Artigos Correspondentes:

A Ford anunciou a introdução de um plano de manutenção anual, ou a cada 10 mil quilômetros, junto com o lançamento da linha 2017 dos veículos da marca. O plano oferece maior praticidade e reduz o custo das revisões para o cliente, que, dependendo do modelo, terá uma economia de até 39% durante os três primeiros anos de uso, cobertos pela garantia.As linhas Ranger, Ka, Ka+ e EcoSport foram as primeiras a adotar o novo sistema, que também entrará em vigor nos demais veículos brevemente com a chegada ao mercado. O plano prevê três revisões de garantia, nos primeiros 36 meses, com o sistema de preço fixo da Ford, que garante os mesmos valores em todos os distribuidores do Brasil.

Novo Ranger 2017

“Realizamos um trabalho de validação de custo de peças dos veículos para simplificar e baratear o custo das revisões para os clientes e garantir a disponibilidade dos componentes originais”, diz Rodolfo Possuelo, gerente de Serviço ao Cliente da Ford. “Fomos a primeira marca a lançar revisões com preço fixo e, agora, buscamos uma solução econômica e garantida para o cliente ter certeza que a revisão nos intervalos de 12 meses ou a cada 10.000 representa uma vantagem real e não apenas um processo mercadológico.”

Economia em toda a linha

Entre os lançamentos da linha 2017 já realizados, por exemplo, na linha Ka e Ka+, o novo plano de revisão representa um custo 32% menor. A primeira revisão, aos 12 meses ou 10.000 km, sai por R$268; a segunda, aos 24 meses ou 20.000 km, por R$344; e a terceira, aos 36 meses ou 30.000 km, custa R$428.

A Ranger 2017, além de ser primeira picape média a oferecer cinco anos de garantia, também teve uma redução substancial nesses valores, que chega a 34% na versão topo de linha 3.2 Diesel Limited e a 39% na versão 2.2 Diesel XLS.

Fonte:Ford