A Ford anunciou ontem um recall para a nova linha EcoSport em versões equipadas com um motor flexível de três cilindros de 1.5 litros. Segundo o comunicado, existem 21.007 unidades dos modelos 2018 e 2019 envolvidas na chamada segurança. As cópias devem ser apresentadas à rede da concessionária devido a uma falha do motor, o que pode levar à desconexão involuntária da montagem com o carro em movimento.

Verificou-se que o funcionamento do motor Ford EcoSport 1.5 pode gerar uma ressonância na polia tensora da correia dentada da unidade. Não fazer isso pode resultar em quebra da polia e, conseqüentemente, perda de tempo do motor. Como resultado, existe a possibilidade de desligamento repentino do motor, impossibilitando a reinicialização e também resultando em perda de aceleração do carro, com riscos de acidentes com possíveis danos físicos aos ocupantes do veículo e a terceiros.

Ford EcoSport 2018
Foto : EcoSport 2018 | Divulgação Ford

Reparação do EcoSport 1.5 

Para reparar o problema, a Ford reprograma o software do módulo de controle do motor (PCM) para eliminar a ressonância na polia da correia. O serviço é estimado em 20 minutos e não implicará custos para o proprietário do EcoSport 1.5.

As unidades Ford EcoSport 1.5 2018 envolvidas no recall possuem chassis que variam de 78598043 a J8699424. No caso do Ford EcoSport 1.5 2019, o chassis varia de K8695003 a K8716214.

Para mais informações, a Ford disponibiliza o telefone 0800 703 03673 e o site www.ford.com.br.

Vale ressaltar que o motor de três cilindros de 1,5 litros flex equipou as duas versões mais em linha do Ford EcoSport, SE e FreeStyle, cujos preços atualmente variam de R $ 68.690 a R $ 92.790. Há também as versões Titanium e Storm AWD, equipadas com um flex de quatro cilindros de 2,0 litros, sempre com transmissão automática.





Conteúdo Correspondente:

Escreva um comentário