A Ford convocou nesta semana 2.316 unidades da caminhonete Ranger 2005/2006 para substituir os airbags, devido a um problema no insuflador do equipamento. Este é, de fato, outro desenvolvimento do maior recall do mundo, devido a um defeito de fabricação nos airbags multinacionais Takata.

Ford Ranger 2006
Ford Ranger 2006

Segundo o comunicado oficial da marca, o equipamento é um risco para os ocupantes do carro quando acionado. Um defeito sério na fabricação  do insuflador do airbag pode fazer com que uma tampa de metal atrás do saco inflável exploda durante o seu funcionamento, ferindo os ocupantes do automóvel.

O defeito já atingiu mais de 3 milhões de carros no Brasil de 16 fabricantes, e é considerado grave, já que levou a mortes em outros países. Por esta razão, a Ford aconselha os proprietários de caminhões a não usar o veículo até que os airbags dianteiros sejam desativados.

O recall terá duas fases. Na primeira a Ford desativará os airbags frontais do motorista e do passageiro (se equipado). A segunda fase, quando o equipamento será substituído gratuitamente.

Modelos da Ford Ranger envolvidos:

  • Ford Ranger (modelo 2005) – 5J448808 a 5J451182
  • Ford Ranger (modelo 2006) – 6J452181 a 6J487228




Conteúdo Correspondente:

Escreva um comentário