A partir de janeiro de 2018, os veículos com até cinco anos de fabricação não serão mais obrigados a realizar o levantamento anual do Departamento de Trânsito do Rio (Detran-RJ). Também em janeiro, ou o mais tardar, em fevereiro, a luta contra a corrupção na agência será intensificada: todos os postos de autarquia terão monitoramento de câmera em tempo real, o pessoal legal passará de três para 57 agentes e as explosões de surpresa serão mantido nas estações para evitar desvios de conduta. Até o final do próximo ano, serão inauguradas mais oito unidades de serviço em cidades que não possuem postagens de agências.

Dentran
Dentran

Detran quer abandonar a reputação de corruptos e ineficientes. As medidas, anunciadas pelo presidente do órgão, Vinicius Farah, fazem parte de uma série de projetos destinados a reduzir a burocracia nos serviços e enfrentar os problemas mais enraizados: a corrupção. “Eu não estou cobrindo o sol com a peneira. Existe corrupção e estamos criando ferramentas para inibir e punir”, disse Farah, que em seis meses à frente do Detran, já demitiu 90 pessoas por falta de conduta.

“Detran tem seis meses e meio de idade, com a missão de encurtar o caminho entre o corpo público e a vida quotidiana do cidadão. Detran é um órgão que está diretamente ligado à vida de 16 milhões de pessoas, devido a uma característica muito clara: É o único no país que cobre o serviço de identificação civil. Em outros estados, geralmente é a polícia que faz isso “, argumentou Vinicius.


Assim que ele sentou-se na cadeira, ele e sua equipe identificaram as vulnerabilidades do órgão e as demandas que, ao longo do tempo, estão aumentando. “Não demorou muito para ver o óbvio: o Detran, que deveria ser um facilitador, tinha uma série de barreiras e ferramentas que impediam esta entrega de serviços”. Com o diagnóstico na mão, Farah partiu para a ação.

Então vem o primeiro, e um dos mais célebres programas, Detran Presente. “Este projeto inverte a ordem natural das coisas: o cidadão demorou de 10 a 15 dias para obter o compromisso, então esperou 30 a 40 dias para receber o serviço, para não mencionar as queixas sobre como foram atendidas. O maior absurdo que eu” Já vi: o cidadão quer pagar e não pode, porque não pode agendá-lo. “O órgão sobrevivente da renda do cidadão tornou difícil para qualquer um pagar”, disse o prefeito.

Segundo ele, o Detran Presente leva o órgão às pessoas. “Todos os sábados, Detran Presente visita uma cidade ou região, com mais de 150 profissionais, com toda a estrutura do órgão, das 9h às 16h”, explicou Farah. Ele nos assegura que o Detran Presente resolve dois problemas que prejudicaram o órgão. “Primeiro, entregamos o serviço, que é o grande desejo do cidadão, e também elimina os intermediários, que aproveitaram a burocracia do órgão para vender instalações, e até mesmo melhora a receita do órgão”, disse ele. O projeto estava tão certo que as edições especiais do projeto foram criadas. Amanhã, por exemplo, Detran Presente exclusivo para motor-pedestres, na barra da Tijuca.





Conteúdo Correspondente:

Escreva um comentário